segunda-feira, 23 de junho de 2014

Alguns trematódios digenéticos comuns de anfíbios

Alguns trematódios digenéticos comuns de anfíbios(Some Common Digenetic Trematodes of Amphibia)


Edible frog (P. lessonae × P. ridibundus) Ranidae
Common frog (Rana temporária) Ranidae

Digenetic Trematodes of Amphibia
(Table 4, page 290)
Edible frog
Common frog
Diplodiscus subclavatus
R
R
Opisthodiscus diplodiscoides
R
-
Opisthioglyphe ranae
I
I
Dolichosaccus rastellus
I
I
Haematoloechus variegatus
L
L
H. similis
L
L
H. asper
L
-
Haplometra cylindracea
L
L
Plagiorchis mentulatus
-
I
Brandesia turgida
p
-
Pleurogenes claviger
I
I
P. loosi
I
-
Pleurogenoides medians
I
I
Prosotocus confusus
I
I
Brachyocoelium salamandrae
-
I
Cephalogonimus europaeus
I
-
C. retusus
I
I
Halipegus ovocaudatus
B
B
Gorgodera cygnoides
b
b
G. pagenstecheri
b
b
G. varsoviensis
b
b
Gorgoderina vitilliloba
b
b
Ratzia parva (larva)
(m)
-
Euryhelmis squamula (larva)
-
(s)



Polystoma integerrimum
(Monogenea, p. 148)
b
b
Local onde o parasita se aloja no hospedeiro: R=rectum, I=intestine, L=lungs, p=peritoneum, B=buccal cavity, b=bladder, m=muscles, s=subcutaneous, ()=encysted



  • Tabela retirada de BEN DAWES, The Trematoda: With Special Reference to British and Other European Forms (1968), page 290 e editada para incluir apenas rãs, ou seja, anfíbios da família Ranidae.

quinta-feira, 12 de junho de 2014

Quem é Você, Alasca? - Pornografia

quarenta e nove dias antes

Alasca leu a etiqueta na fita. "As putas de Madison. Que maravilha."
Fomos correndo para a sala de tevê, fechamos as persianas, trancamos a porta e colocamos o filme. Começava com uma mulher de pé numa ponte, as pernas abertas enquanto um cara lhe fazia sexo oral. Acho que não havia tempo para diálogos. Quando eles começaram a transar, Alasca mostrou toda
sua justificada indignação. "Eles simplesmente não conseguem fazer com que o sexo pareça divertido para a mulher. A garota é só um objeto. Olha! Olha!"
Eu já estava olhando, é claro. Uma mulher ficou de quatro, apoiando-se nas mãos e nos joelhos, enquanto um cara se ajoelhava atrás dela. Ela dizia "Isso! Isso!" e gemia, e, embora seus olhos, castanhos e vazios, traíssem sua falta de interesse, eu não pude deixar de tomar algumas notas mentais. Colocar as mãos nos ombros dela, observei. Rápido, mas não rápido demais para não acabar rápido demais. Procurar gemer um pouco.
Como se tivesse lendo meus pensamentos, ela disse, "Credo, Gordo. Nunca seja tão violento. Isso machuca. Parece uma tortura. E ela não faz nada? Fica ali parada, só levando? Isso não é um homem e uma mulher. É um pênis e uma vagina. Onde está o erotismo? Onde estão os beijos?"
"Dada a posição deles, acho que não vão conseguir se beijar", observei.
"E o que eu estou tentando dizer. Essa posição em si já é uma objetificação. Ele nem consegue olhar para o rosto dela! É isso o que acontece com algumas mulheres, Gordo. Essa mulher é filha de alguém. É
isso o que vocês nos obrigam a fazer por dinheiro."
"Bem, eu não", disse defensivamente. "Tecnicamente, não. Eu não faço filmes pornográficos."
"Olhe nos meus olhos e diga que isso não deixa você excitado, Gordo."
Não consegui. Ela riu. Era normal, ela disse. Saudável. Então se levantou, parou a fita, deitou de bruços no sofá e resmungou alguma coisa.
"O que disse?", perguntei caminhando até ela e colocando a mão nas suas costas, na região da cintura.
"Shhhh", ela disse. "Estou dormindo."

Quem é Você, Alasca? de John Green (x)

terça-feira, 10 de junho de 2014

Não sou nenhum especialista em teologia ou estudos bíblicos, mas uma imagem comparando as supostas "caraterísticas" de Jesus e do Diabo, colocando Jesus à direita e o Diabo à esquerda no espectro político me chamou atenção, e eu deixo aqui minha visão sobre a imagem.



O Diabo não dá pra analisar porque praticamente não tem ele nos Evangelhos e tem bem pouco na Bíblia, eu acho, mas Jesus dá pra analisar. E acho que ele realmente tem a ver com parte das características citadas, e outras não.


  • A favor da vida: sim, claro, principalmente da mulher que ia ser apedrejada pelos detentores da verdade. Coisa que não se vê muito por parte de alguns religiosos hoje em dia, que não hesitam em pedir a morte de quem não segue suas regras e não derrubam um quarto de lágrima pelas mulheres mortas pelo aborto ilegal.
  • Liberdades individuais: não sei a que liberdades a imagem se refere. Mas ele criticava quem rezava para aparecer e quem colocava a lei acima do próximo. Ou seja, bom senso vale mais.
  • Economia de mercado: desde que não seja dentro do templo porque aí o bicho pega hue
  • Liberdade religiosa: tanto que ele coloca o bom samaritano (outra religião) como herói e o fariseu (seguidor da lei de Moisés) como vilão da parábola. Coisa que também não se vê muito por parte de alguns religiosos.
  • Meritocracia: não lembro de nada com relação a isso. Mas ele chamou os caras que menos mereciam, pecadores e cobradores de impostos, para serem seus apóstolos.
  • Democracia: tanto que o povo escolheu que ele morresse e Barrabás fosse solto hue
  • Lugar de bandido é na cadeia: e no céu, aparentemente, como ele disse ao bom bandido crucificado ao seu lado.
  • e o melhor de todos, Moral e bons costumes: Jesus era completamente contra a moral e os bons costumes vigentes na época em que viveu. Os caras colocavam a Lei acima da vida do próximo, apedrejavam adúlteras e tantas outras atitudes condenáveis. Jesus mudou completamente a moral e os bons costumes, e é isso que a gente tem que continuar fazendo até hoje. Olhar para o que é considerado "certo" e ver se realmente está certo. Se não estiver, refazer.