domingo, 18 de setembro de 2011

O Outro

Quem sou eu, me perguntei. Quem sou eu, ora essa. Eu sou eu. Eu sou tudo o que os outros não são. Tudo o que não for eu, outra coisa é. Quem é você? Você é aquilo que sobra quando se tira tudo o que não é você. Se tirarem tudo isso, só sobra eu. E o que antes era só eu, viro tudo. E não dá para tirar mais nada. E eu não mais existe.
  1. Existe corrupção. Ela existe, e não é apenas em um ou outro partido. Ela existe em todos os partidos.
  2. Existem políticos que não são corruptos. Dizer que todo político é corrupto é preconceito. E pior, é abrir mão de um futuro melhor. Porque se todos forem corruptos, nada que a gente faça vai fazer diferença.
  3. A corrupção pode e tem que acabar. Ela tira o dinheiro de quem merece e dá para quem não merece. Enquanto ela existir, nada vai melhorar. Nós temos o poder para fazer com que ela acabe.
"Eu não acredito em partidos, eu acredito em pessoas"

Tem que existir uma associação não-partidária para investigar e punir a corrupção. Temos que enxergar além de partidos.